Hoje temos mais um Recomendo aqui no Cultura Japão. E aproveitando o timing, com o anuncio de que será lançado o mangá de Magi aqui no Brasil, decidi fazer especialmente esse post apresentando e recomendando a série para quem ainda não conhece e não sabe o que está perdendo.

 

Trio principal da série. O character design é lindo.

Trio principal da série. O character design é lindo.

Sinopse:

Aladin, após ficar preso no mesmo lugar durante toda a sua vida, sai em uma jornada ao lado de Ugo, um gênio que habita dentro da flauta que ele carrega consigo, em busca de outros gênios. Então, Aladin conhece Alibaba, um garoto que sonha com riqueza e poder, e para conseguir realizar este sozinho, precisa explorar as dungeons, misteriosas estruturas históricas que começaram a aparecer em todo o mundo, há 14 anos. Os dois partem, então, iniciando sua aventura, conhecendo todo o tipo de pessoas e enfrentando os mais diferentes perigos!

Genero: Shounen, aventura, fantasia.

Comentários:

Com uma sinopse, onde, a primeiro momento você poderia duvidar da capacidade do anime Magi: The Labyrinth of Magic surpreende. Na verdade foi isso que aconteceu comigo. Randomicamente vi o anime em um site na temporada que havia acabado de começar e decidi dar uma chance, pronto minha vida estava mudada, hahaha.

Primeiro ponto que devo destacar é a história. A trama é cheia de referências e surpreende nos tirando do que poderíamos achar clichê pelo que é dito na sinopse. Ela tem um transcorrer e timing muito bom, dificilmente a autora deixa alguma inconsistência, mesmo que o anime tenha tido algumas mudanças do mangá, coisa pouca, que não atrapalha. Seguindo um bom desenvolvimento da história  temos sem dúvida lindos characters, igualmente bem desenvolvidos e talvez aqui que o anime ganha um ponto extra, os personagens são tão carismáticos, assim como a relação entre eles, principalmente entre Alladin e seu Djinn que a série fica muito bem ambientada. Não darei spoilers, mas talvez por toda essa relação entre os personagens que o episódio 10 gera uma tensão enorme, além de outros fatores que me segurarei pra não contar.

Em segundo momento temos algo que não é característico de todos os shounens que é a comédia. Apesar de simples e no mangá ela estar mais presente, o anime não deixa de  mostrar essa nuance, que para mim conta muito, por exemplo. Em se tratando de algo comum e que todos os shounens tem, a ação. Magi também não fica para trás! Talvez não seja todos os episódios que rolem pancadaria ou perseguição, porém percebe-se claramente que todos eles tem uma ação, algo que te prende e se tratando de um anime prender o espectador é algo muito importante.

Outra coisa que vale a pena ser comentada é a beleza da animação, os cenários são lindos, porém é inegável que da primeira temporada par a segunda a melhora que ocorre é enorme.

Cultura Japão - Aladdin Magi The Labyrinth of Magic

Considerações finais:

Magi é um shounen que vale a pena ser assistido, não se engane por um ou dois episódios a história e a progressão que acontece nela e com os personagens são incríveis. Magi conta também com uma segunda temporada (Magi: The Kingdom of Magic) e quem acompanhou a primeira com certeza não vai parar por ai. Se puderem e quiserem (com certeza quem assistir não vai aguentar) leiam o mangá, as diferenças são mínimas mas vale a pena.

Comentem, quem já assistiu recomenda também? E o que acharam?

Ugo-kun T-T

Vini

Vini

18. Estudante de psicologia.
Apaixonado por animes e dobrador de origamis, assim como ama a cultura japonesa e tenta explorá-la quando seu tempo permite.